terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Palavra por Palavra



 Palavra por palavra já engoli todos os afetos e desafetos que senti de dentro para fora, e que recebi de fora para dentro. Chorei imensas mágoas e dores que eu mesma criei dias e noite a fio, tentando tecer sobre versos boas esperanças de me desfazer das angustias e expressar algo bom. Palavra por palavra me deleitei, me despi, expus minhas viceras ainda vivas que agonizavam. Por oras, me envenenei ao sabor da minha própria ira e morri torridamente. Palavra por palavra renasci, em cada letra que compunha quando sem menos esperar, ao ver aquele olhar exasperado que quase comia palavra por palavra tudo o que escrevi...

 Palavra por palavra eis aqui, vida e morte de todos os dias, as que sinto e não escrevo, as que escrevo e não sinto, aquelas que ficam presas "na ponta da lingua" e que não se sabia por que não saiam. Descobri enfim que não podiam, ou delas sairia ternura ou ira desmerecida, a quem não coubesse sequer uma palavra fria. E palavra por palavra, uma a uma, comiam-se versos, prosas, contos e poesia, transformando-se em jornais, certidoes de nascimento, cartas de amor, livros e mais livros, e em óbito se desfazia... 

 Eu, palavra por palavra vivo, e morreria! 


Tamires Correia

Um comentário:

  1. Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
    Eu também tenho um, só que muito simples.
    Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
    Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
    Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
    E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
    Força, Paz, Amizade e Alegria
    Para você, um abraço do Brasil.
    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com



    ResponderExcluir

Obrigada por comentar no blog sentimento liquido, volte sempre!